Número de Controlo Veterinário (NCV)

Despacho 6497/2014

A Direção-Geral de Alimentação e Veterinária, enquanto autoridade sanitária nacional, procede à atribuição de Número de Controlo Veterinário (NCV) aos estabelecimentos do setor alimentar para os quais a aprovação é exigida nos termos do Regulamento (CE) n.º 852/2004, relativo à higiene dos géneros alimentícios e do Regulamento (CE) n.º 853/2004, que estabelece regras específicas de higiene aplicáveis aos géneros alimentícios de origem animal, ambos do Parlamento Europeu e do Conselho, de 29 de abril.

A aprovação consiste no reconhecimento prévio do cumprimento das condições hígio-sanitárias exigidas na regulamentação comunitária e nacional para que um estabelecimento possa funcionar e culmina com a atribuição, a cada estabelecimento, de um número de aprovação (NCV).

Tem vindo a ser intensificada em Portugal a preparação de géneros alimentícios em instalações situadas em prédios urbanos destinados à habitação, com o objetivo de fornecer diretamente o consumidor final através da venda direta à porta, em feiras ou em mercados.

A manipulação e ou transformação de géneros alimentícios para fornecimento direto ao consumidor final pode ser considerada uma atividade retalhista no âmbito do artigo 3.º do Regulamento (CE) n.º 178/2002, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 28 de janeiro.

Estas atividades retalhistas não carecem de aprovação nos termos da mencionada legislação, mas tendo em conta o facto de serem desenvolvidas em locais utilizados simultaneamente para outros fins, como sejam, a preparação de refeições para consumo privado e demais atividades domésticas, estão obrigadas ao cumprimento das regras gerais de higiene na preparação de géneros alimentícios.

É necessário, por isso, assegurar que as instalações onde são preparados os géneros alimentícios, nomeadamente, aqueles que são produzidos com matérias-primas de origem animal não transformadas para colocação no mercado, cumprem os requisitos necessários de forma a garantir a proteção do consumidor.

Atendendo a que o Regulamento (CE) n.º 853/2004 exclui do seu âmbito de aplicação as atividades que envolvam a venda ou abastecimento direto dos géneros alimentícios de origem animal ao consumidor final, aquelas apenas se encontram sujeitas ao cumprimento dos requisitos previstos no Regulamento (CE) n.º 852/2004, não sendo necessário a atribuição às mesmas do NCV.

Assim, nos termos do artigo 1.º do Decreto Regulamentar 31/2012, de 13 de março, determino o seguinte:

1 – O número de controlo veterinário (NCV) representa o reconhecimento do cumprimento dos requisitos hígio-sanitários pelos estabelecimentos que desenvolvem atividades às quais se aplica o Regulamento (CE) n.º 853/2004, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 29 de abril.

2 – Dadas as características das atividades desenvolvidas nos estabelecimentos que se situem em prédios urbanos destinados à habitação e cujas atividades se destinem exclusivamente à venda ou fornecimento direto ao consumidor, aquelas, à semelhança dos outros estabelecimentos retalhistas, estão isentas da atribuição do NCV pela Direção-Geral de Alimentação e Veterinária, ainda que sejam utilizadas matérias-primas de origem animal não transformadas.

3 – Os titulares dos estabelecimentos a que se refere o número anterior devem:

a) Licenciar a respetiva atividade na Câmara Municipal da área de implantação do estabelecimento, nos termos do Decreto-Lei 42/2011, de 1 de abril, alterado pelo Decreto-Lei 141/2012, de 11 de julho;

b) Cumprir os requisitos de higiene aplicáveis à atividade, nomeadamente os requisitos gerais do Regulamento (CE) n.º 852/2004, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 29 de abril, e os específicos previstos no capítulo iii do anexo ii do mesmo Regulamento.

4 – O presente despacho entra em vigor no dia seguinte ao da sua publicação.

Fonte: DGAV

Equipa Q+


  • 30 Dezembro, 2016

    Número de Controlo Veterinário (NCV) aos estabelecimentos do Setor Alimentar – Quali+

    Número de Controlo Veterinário (NCV) Despacho 6497/2014 A Direção-Geral de Alimentação e Veterinária, enquanto autoridade sanitária nacional, procede à atribuição de Número de Controlo Veterinário (NCV) […]
    30 Dezembro, 2016

    Manutenção e Inspeção das Instalações de Gás – ASAE

    O regime jurídico da manutenção e inspeção das instalações de gás encontra-se consagrado no Decreto-Lei n.º 521/99, de 10 de dezembro1, regulamentado pela Portaria n.º 362/2000, […]
    30 Dezembro, 2016

    Novo regulamento relativo à fitossanidade: regras rigorosas para uma melhor proteção contra pragas vegetais

    Comissão Europeia – Ficha informativa Perguntas e respostas sobre o novo regulamento relativo à fitossanidade. O novo regulamento relativo à fitossanidade [1], que hoje entra em […]
    27 Dezembro, 2016

    The Smokery_Oeiras Parque ganha certificado de Boas Práticas Quali+

    A Loja Smokery_Oeiras Parque ganha certificado de Boas Práticas Quali+ A Quali+, consultora especializada em Sistemas de Gestão de Segurança Alimentar, atribuiu a distinção “Boas Práticas […]